terça-feira, 2 de dezembro de 2014

2014

onde foste? já passaram 11/12 do ano e para mim voou. este novembro então nem dei conta dele! a vida passa rápido, e não é cliché.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

hoje vou a um profissional de saúde para me ajudar a perder os quilos que teimam em me perseguir. não os considero eu, nem tão pouco meus, mais uma ocupação muito pouco pacifica. poderia dizer que vou a um nutricionista mas não vou. já fui e não gostei. não gostei das receitas milagrosas, não gostei de associarem sempre químicos para ajudar, não gostei das recitas chapa cinco, não gostei de ver muito pouco resultado, então não irei a um. vou a um médico que me ajude a entender melhor o meu corpo. que me ajude a entender o que me faz bem e o que não faz. quero alguém que me ajude e acompanhe. numa vida que quero manter saudável por muitos e bons anos. 

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

...

hoje conheci uma miúda que, do alto dos seus vinte e dois anos, não quer trabalhar fora da área de formação. está há dois anos em casa sem qualquer vontade de sair. os pais desesperam com o perder de oportunidades da filha. e tudo isto me preocupa. diz que tem medo de se esquecer do que aprendeu se for trabalhar noutra área. oh vida. 

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

motivação familiar para ir ao ginásio

- vou ao ginásio hoje.
- (mãe) mas porquê ainda não precisas de lavar a cabeça!
- ...

nota: fui na mesma. mãe obrigadinha pelo apoio sim?

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

da saga coisas que eu detesto no ginásio (III)...

...e aquelas alminhas que ocupam os bancos todos com os seus pertences devidamente espalhados e desorganizados e quando lhes pedimos para ter acesso ao nosso cacifo nos lançam um olhar matador que terminamos a pedir desculpa? e ainda retiram as coisinhas com suspiros de gente incomodada como se nós não soubessemos que tinham previamente feito reserva de banco para convenientemente espalharem as tralhas durante tempo indeterminado? arre 

...e as pessoas que no fim do treino estão tão maravilhosas que nem precisam de lavar a cabeça? sou só eu que suo pela cabeça? suo horrores e o cabelo fica nhocoso?

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

dez anos

temos que guardar os nossos dados contabilísticos por dez anos? raio de pais este de papéis e papéis e papéis. temos que guardar e guardar. cadê a era digital gente? dez anos de papéis parados a ganhar mofo à espera de uma inspecção qualquer. cinco não seria razoável? não chegava? sem contar que metade vai perdendo a tinta... oh vida...

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

new in



estava tão linda e abandonada na montra, veio comigo. da parfois. gira que ela é e que bons passeios vamos dar!

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

idéalia - vichy




comprei, gostei e recomprei! creme da ideália que como podem ver usei até não haver mais! meninas que usam tenham atenção: está nas farmácias uma edição limitada de 75 ml (mais 25 que o normal) ao preço da normal! consegui comprar vejam se também conseguem! 

terça-feira, 9 de setembro de 2014

empresas deste país quando dizem que vão entregar um orçamento no dia tal, se ainda não o tiverem pronto nesse dia mandem um e-mail  a dizê-lo só para uma pessoa não achar que perderam o nosso mail ou que se esqueceram de o enviar (na loucura liguem a dar uma palavra). e se passado uns dias a mesma cliente (ainda à espera do orçamento) vos enviar ela um e-mail a solicitar o mesmo orçamento se ela não tem resposta no próprio dia, mesmo que seja que ainda estejam a aguardar um orçamento de um fornecedor, não se admirem se ela não vos responder mais! não é falta de educação é de paciência e, felizmente, a existência de concorrência competente. e depois não se admirem de ter má publicidade. porque não cumprem os prazos que vocês próprios definiram? é coisa para me deixar verde.

caminhar por uma boa causa!





terça-feira, 2 de setembro de 2014

setembro



já? really? o tempo passa que assusta é o que vos digo! daqui a uns dias é natal e pronto mais um ano passado. o tempo está a passar rápido de mais e eu não estou a conseguir fazer o que me propus. porra já? 

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

como eu acredito nisto!



sempre gostei de estudar. sempre achei que ir à escola era isto: aprender coisas novas, e sempre me encantou o mundo de coisas que não conheço. tenho interesses imensamente variados de botânica a anatomia, das leis de newton às teorias de einstein, de politica a sociologia. sempre adorei ler de coisas que não a minha área e aprender. sempre me ensinaram que o conhecimento não ocupa espaço e que ter conhecimentos de diversas áreas era fundamental. saber falar com toda a gente sempre me fascinou. e sinto-me super curiosa quando vejo alguma coisa que nunca ouvi falar. sou daquelas pessoas que anota e quando chega a casa perde um bom par de horas a estudar. estudei cadeiras que não eram minhas mas queria conseguir perceber e falar o que os meus amigos (nenhum tirou o mesmo curso que eu), estudei cálculo para ajudar um namorado na faculdade mais por curiosidade do que por amor. sempre gostei de estudar e aprender, mesmo que não fosse nada comigo. nunca entendi quem não gostava de estudar, não que gostasse de estudar tudo, houve coisas que detestei ou não me identifiquei, mas não foi por isso que deixei de me empenhar. era/sou croma assumida. anos passados do terminus da faculdade e ainda tenho saudades das épocas de exame. das marradinhas que dava. e assusta-me a quantidade de miúdos que oiço dizer que acham a escola inútil e não gostam de estudar. assim como me assusta a quantidade de gente que com o canudo na mão não investe na formação ao longo da vida. como assim? e actualizar? num mundo em que tudo muda como achar que os conhecimentos com dez, quinze, vinte, trinta anos ainda estão actuais? não entendo. acho que é uma falta de humildade. só é mesmo pena o preço muitas vezes da formação, e da falta de investimento das entidades empregadoras nas pessoas que emprega. mas não é só responsabilidade das empresas nem é só das pessoas. quando se pára de aprender, começasse a morrer. concordo e aclamo. tenho dito.



terça-feira, 26 de agosto de 2014

elogio



porque quando tenho um bom serviço gosto muito de o contar para que outros sejam igualmente bem servidos! e foi o que tive na loja on-line da faraplatinum fiz encomenda num dia à noite, pagamento com referência multibanco no outro de manha e no seguinte estava a encomenda a entrar pela porta dentro. bom, rápido e eficiente. seguro, sem stress e com boas promoções, é estar atenta! a repetir. 

domingo, 24 de agosto de 2014

das coisas boas da vida

deitar na cama feita com lençóis limpos, passados e bem esticados. todas as semanas sinto-me uma rainha ao deitar. uma delicia.

sábado, 23 de agosto de 2014

:)

ando farta de más noticias! logo por aqui vamos começar a ler boas noticias! a de hoje: Portugal encerra Europeus de atletismo paralímpico com dez medalhas (in Público). Dez! 10! uma de ouro, seis de prata e três de bronze! parabéns aos nossos meninos: Nuno Alves, Odete Fíuza, Cristiano Pereira, Lenine Cunha, Mário Trindade, Cátia Almeida, Luís Gonçalves, Firmino Baptista, Carlos Ferreira!


domingo, 17 de agosto de 2014

informação absolutamente importante!

faltam 113 dias para o próximo feriado! a todas as pessoas que acham que eliminar feriados aumenta a produtividade da malta ide para um sitio que eu cá sei e tenham uma dor de barriga pelo caminho.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

vi agora no telejornal que a paris hilton esteve não sei a onde a passar música, agora é dj, e uma belissima profissional que atrasou duas horinhas (mas vai daí foi marketing e eu não percebo nadica disso). depois a repórter entrevistou uma série de fãs da moça que gostam dela por ser muito famosa e rica e ter boa roupa. só bons motivos portanto. faz-me muita confusão este idolatrar da fama. de uma fama oca. fama de quem é famoso por que sim, mas sem ter feito praticamente nada para isso. e pouco fazer. eu seria fã do bisavô da moça isso faria sentido para mim. não consigo mesmo entender esta fama que vem de big brother ou programas do género, de gente que aparece e pronto. não entendo mesmo. e faz-me tanta confusão a quantidade de gente que tem por objectivo de vida ser famoso. assim só isso. não ser famoso por algo que fez, mas sê-lo simplesmente. 

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

descontos por ai


inscrevi-me no site da vista alegre atlantis e tive direito a um desconto de 20% numa compra feita na semana da inscrição. uma informação útil para quem quiser aproveitar para comprar alguma coisa algum dia :) eu aproveitei para comprar uma prenda de casamento para um casal amigo. 

no limite da dor

eu amo ouvir programas de rádio. sou capaz de marcar hora e desligar a televisão para ouvir um bom programa de rádio, gosto de programas divertidos, de boa conversa, de humor, de boa música. não consigo gostar do governo sombra na televisão por exemplo. 



no limite da dor foi um programa que ouvi um sábado de manha a caminho do trabalho e desde então, faz ai agora uns dois meses, semanalmente tiro um pouco do meu tempo para o ouvir  aqui pela internet. o programa é autoria da jornalista Ana Aranha que em conversa serena consegue testemunhos incríveis de antigos presos políticos torturados pela pide. são testemunhos inacreditáveis de actos de violência absurdos. memórias de pessoas que viram a vida mudada para sempre. a sua e das suas famílias. o programa não é bom de ouvir, mas aconselho. conhecer o que estas pessoas passaram é conhecer a nossa história. é perceber o modo como as coisas funcionaram, a força dos testemunhos impressiona tanto. acho que de uma maneira nunca fizemos bem as pazes com este período da nossa história. pessoas que tanto fizeram sofrer não foram devidamente punidas. se conseguirem ouçam, percam um bocadinho do vosso tempo. vai valer tanto a pena. os meus sinceros parabéns à jornalista por este impressionante trabalho.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

um blog uma árvore!



fui contactada pela gesto verde para uma campanha em prol do meio ambiente. olha eu não sou muito destas coisas (verdade seja dita nunca sei se são verdadeiras mas a causa vale a pena),  é uma campanha sem fins lucrativos cujo único propósito é ajudar o meio ambiente. eles estão a tentar juntar mil (!!) post de divulgação e comprometem-se a plantar mil árvores para compensar a emissão de dióxido de carbono produzido pelos blogs! vá digam lá que a causa não é boa... também achei que valeria a pena! eles têm imensa informação lá no site deles entre elas que um blog gera cerca de 3,6 quilos de dióxido de carbono por ano! daí a ideia de plantar árvores para compensar. a plantação das árvores será no brasil, de onde vem a campanha desta vez (já houve também por aqui na europa, onde plantaram 3000). o meu blog fica neutro em CO2 se quiserem mais informação vejam aqui!

terça-feira, 5 de agosto de 2014

que mal fiz eu a Deus?


querem um filme que vos tire gargalhadas de inicio ao fim? vejam o que mal fiz eu a Deus? adoro comédias francesas e esta não é excepção. deliciosa exploração de preconceitos num humor refinado. vão ver que vale muito a pena!

quinta-feira, 31 de julho de 2014

constatação do dia

unsubscribed mail de propaganda tem um profundo efeito libertador. e deixa a caixa de entrada muito "limpa". 

sexta-feira, 25 de julho de 2014

andava aqui com um nó na garganta...

na terça feira tive uma situação que eu achei tão chata que me deu nó na garganta até hoje! a situação foi basicamente esta: um vendedor ao qual eu nunca comprei nada (está numa empresa nova que eu não conheço) entrou em contacto comigo há cerca de seis meses e deixou-me um catalogo de produtos. entretanto nessa altura tive uma inundação e perdi um monte de coisas, pelo meio o dito catálogo. voltou a vir cá mas o catalogo já não estava válido (era do ano anterior) então disse-me que não tinha novo ainda para me dar. entretanto mudou de empresa e voltou há cerca de um mês e deixou-me o catálogo da nova empresa. o mesmo cano (que não tinha ficado correctamente arranjado) rebentou e avariou-me computador, inundou tudo outra vez e lá foi o catálogo no meio de outros por água a baixo! na terça feira veio cá e eu disse-lhe que estava sem catálogo porque tinha havido inundação. resposta prontissima do vendedor: já me deu essa desculpa da outra vez, diga lá outra... eu parei olhei para ele e não tive reacção. disse-lhe só passe cá noutro dia que hoje não tenho tempo. e o nó instalou-se. e foi crescendo. acho que cresceu por minha causa porque não reagi logo... o homem vendedor que é até podia ter pensado aquilo mas dizer?? fiquei furiosa!!!! e o nó a crescer! hoje quando o vi rebentou o nó! fui directa e nem o deixei dizer bom dia! tenho a dizer-lhe que fiquei muito incomodada com o seu comentário na terça porque eu não tenha necessidade nenhuma de lhe mentir porque se não quiser comprar nada não compro. e ponto final! mas como pode ver ainda tenho as paredes com bolor! (sim bolor que não sai que ainda não veio tempo quente e aquilo cresce que é coisa feia por mais que se ande sempre a limpar.. enquanto não vier calor não há praticamente nada a fazer). e agradecia que não voltasse sequer a insinuar em qualquer momento que eu lhe menti neste ou noutro qualquer assunto. não tenho necessidade de mentir, mas estamos na quarta classe?? arre. e pronto. desapareceu o nó e voltou a tranquilidade à minha garganta. 

quinta-feira, 24 de julho de 2014

dias difíceis, tempos dificeis

ando há já algum tempo a assistir ao desmoronar de um monte de relações de amigos meus. namoros e/ou casamentos que terminam. mas numa quantidade que me assusta. cada um pela sua razão vão terminando. uns com histórias escabrosas de traições e complicações impensáveis, outros mais pacíficos, mas terminam. uns longos outros mais recentes mas terminam. não sei o que se passa e se os tempos de crise justificam tudo mas são muitas as pessoas que vejo nesta situação. acho especialmente preocupante com filhos pequenos. não sou defensora dos casamentos de fachada não é isso, mas ter filhos deveria ser um passo muito bem pensado e planeado e especialmente desejado, num projecto a longo prazo. será demasiado animo leve? estaremos mais egoístas nas relações, mesmo com o nosso companheiro de vida? será que é assim tão fácil terminar um projecto e começar outro? devagarinho vou perdendo a fé no amor. devagarinho vou sentindo que posso ser eu a envolvida numa destas histórias que não quero para mim. antes só que mal acompanhada será? eu acho que não. mas cada dia vejo como mais difícil o manter de relações que com o tempo não são mais que ralações. só muda uma letra, mas muda tanto a nossa vida. dói-me a alma com mais uma história que ouvi hoje. um desabafo de uma amiga que está a fazer tudo para manter o casamento, mas uma parte a tentar não chega falta a outra, e quando a outra não quer é tão mais fácil desistir. 

quinta-feira, 17 de julho de 2014

da natalidade

enquanto se focar a discussão em como aumentar a taxa de natalidade, sem haver uma real discussão sobre a família não vai haver qualquer alteração, muito menos positiva, na primeira. num pais que não protege a família, que afasta cada vez mais os cônjuges, que os faz trabalhar cada vez mais e mais longe de casa (com todo o tempo perdido em viagens que tal implica), que permite horários tudo menos familiares, que afasta as pessoas do convívio interno, mas faz tudo para as colocar em centros de consumo ao fim de semana, que não permite que quando um ente querido morra se vá sequer ao funeral, enquanto formos números e máquinas isoladas no mundo não vai haver espaço para ter bebés, não há tempo, não há dinheiro, não há disposição. 
uns amigos meus, casal e dois filhos, que emigraram para a suiça no verão passado, disseram-me que foi lá que ganharam família. lá ganharam tempo juntos que cá não tinham. os fins de semana são de família por falta de opção, com os shoppings/lojas fechados obrigam-se a estar uns com os outros. as escalas de trabalho são feitas tentando coordenar os fins de semana com os maridos, nem sempre é possível, mas nunca também é má vontade.
com alguns dos incentivos só consigo rir mesmo. achar que alguém vai ter um (ou mais um) filho por causa das alterações no irs é o cumulo do desconhecimento do problema. 
enquanto não se discutir família, não se deve discutir natalidade. é começar pelo fim. discutir natalidade sem perceber o que se passa com as nossas famílias (expectativas, necessidades, dificuldades), não é só demagogia é querer separar o inseparável.

terça-feira, 15 de julho de 2014

em guerra com a impressora!

hoje a minha impressora recusa-se a imprimir um qualquer documento aberto (em trabalho). mas se eu o gravar no disco e então mandar imprimir já o faz. arre que está a dar comigo em doida!!!

domingo, 13 de julho de 2014

de israel, da faixa de gaza, dos judeus e não judeus, do que se passa

concordo na integra.

Sou judia. Já morei em Israel. Já morei a 15 minutos da Faixa de Gaza. Mas cresci boa parte da vida no Brasil, distante do conflito. Tive uma educação judaica até os 15 anos. Sou filha de professora e obviamente, como jornalista, não sou alienada. Não consigo entender essa guerra, que é tão próxima e tão irreal. O que exatamente os não-judeus nos fizeram para termos tanto ódio? Chamo assim, pois o estado de Israel é um estado JUDEU e não aceita outras religiões, salvo em Jerusalém, que pasmem, é uma cidade laica. Não são só muçulmanos que estão morrendo. Aliás, os árabes não são um única religião, existem árabes católicos, ateus e até mesmo judeus. O que o estado de Israel está fazendo é desumano. Mais desumano que o holocausto, mais duradouro que o holocausto, mais pertinente que o holocausto, pois hoje em dia todo o mundo pode ver com os próprios olhos e MESMO assim, poucos reagem. Óbvio que a guerra tem dois lados e muitos judeus morrem também. Mas a proporção é absurda. A cada bomba lançada sobre Israel, 30 são devolvidas para Gaza. Dizem que três adolescentes judeus morreram... E as 14 CRIANÇAS que perderam a chance de ter uma vida longa em Gaza? O que é Gaza, você deve estar se perguntando... Eu vi com meus próprios olhos. Não, não é uma favela, mas se você, brasileiro, já viu um conjunto habitacional (moradia popular), é isso. Imagina você ser tirado do conforto da sua casa, do seu emprego, dos seus pertences e ser jogado num quarto com mais oito pessoas e viver no medo iminente de um ataque, sem poder sair deste lugar, pois o seu passaporte está para sempre condenado. Isso é o que os judeus fizeram em 1948. Isso é o que eu aprendi porque eu abri meus olhos. Nas aulas de cultura judaica na escola eu só ouvia como somos, nós judeus, vítimas do mundo, vítimas do nazismo, do terrorismo e, por isso, temos o direito de fazer pior. Tenho muitos amigos judeus, mas cada vez tenho menos. Cada vez que um deles posta um heil Israel no Facebook ou qualquer coisa dizendo "matem os árabes", eu tenho um amigo a menos. Se vocês já assistiram o filme A Onda, é EXATAMENTE isso que o governo israelense faz com seus jovens. Já tive treinamento militar israelense, sei como funciona toda a lavagem cerebral e até entendo porque funciona, afinal, somos pobres vítimas. Tenho vergonha de dizer que sou judia em locais públicos. Tenho vergonha do meu passaporte israelense e tenho vergonha dessa cidadania. Fugi desse país, apesar de amar aquela terra. Prefiro dizer que sou brasileira e, neste momento em que todo mundo está com vergonha do Brasil por causa de futebol, eu nunca me senti tão bem em ser brasileira. Enquanto os outros velam a Copa do Mundo, eu levanto a minha bandeira de "eu não pertenço a Israel". Eu espero que a mídia faça um trabalho melhor deste dia em diante. Chega de apoiar um estado que não é nosso e sim de TODOS. Estamos no século XXI e não na idade média, aprendemos a dividir, logo, chega de conquistar. A maior conquista é a boa coexistência.

by deborah cattani

segunda-feira, 7 de julho de 2014

maléfica



amei! a angelina está maravilhosa e é um remake que vale muito a pena ir ver! atrevo-me a dizer que adorava um remake de todas as histórias de quando era pequena! branca de neve, cinderela, todas elas mereciam um final assim! quem não viu vá ver! noventa minutos maravilhosos! e que final! amei já vos disse?




e ainda temos direito a banda sonora da lana del rey. lindo! amei tudo!


quem canta reza duas vezes!


sábado, 5 de julho de 2014

saturday dream



tão lindas, tão fofinhas, tão cor de rosa lindas, tão produção nacional como eu gosto tão confortáveis que devem ser, tão linda que eu ficava com elas, tanto prazer teria em vos levar a passear, mas infelizmente tão longe do meu orçamento. apresento-vos as josefinas, modelo osaka. são uma edição limitada. lindas de morrer! vou contentar-me com as fotografias a embelezar o post. lindas mesmo! fofinhas. tão lindas! 



sexta-feira, 4 de julho de 2014

Portal do Utente

inscrevi-me no Youzz net por pura curiosidade. achei piada ao conceito de experimentar produtos e serviços diversos. preenchi uns questionário para diferentes campanhas e  fui seleccionada para a campanha do Portal do Utente.


"Este Portal é gerido pelo Ministério da Saúde com o objetivo de melhorar o acesso à informação e à realização de serviços pelos utentes."


recebi este kit da Youzz: um folheto, um bloco de questionários e um leitor de cartões com chip para leitura do cartão do cidadão, para poder aceder a todas as funcionalidades do Portal do Utente (e só por este último já valia ter participado!).

"De forma a aproximar o Serviço Nacional de Saúde (SNS) de quem dele beneficia, o Ministério da Saúde disponibilizou um portal dedicado aos utentes

Este portal inclui informação útil sobre os serviços e prestadores de cuidados disponibilizados pelo SNS.

O facto de seres alérgico a determinada substância ou de teres necessidade de tomar determinado medicamento regularmente são informações úteis que ajudarão os profissionais de saúde a realizar um diagnóstico mais rápido e rigoroso.

Assim, imagina que vives em Bragança e que vais passar férias à Costa Vicentina e que, num momento de infortúnio, sofres um acidente.

Imagina como será útil ao médico que te atende, e que não te conhece, poder consultar os teus dados e historial clínico de forma a determinar o tratamento que é adequado para ti."

o que eu achei? muito útil e prático, mas ainda não funciona a 100%, mas quando o fizer acredito que será muito bom! eu empanco sempre na colocação de dados do cartão do cidadão. 


estranhamente este ano a revista de inverno chegou a tempo, com o frio e chuva que tem estado acho que saltei uma colecção inteira! e a chuvada que caiu hoje no douro? 

what is trail running?


vejam vejam que vale a pena!
ando-me a apaixonar por isto. pela ideia, pela paisagem, por ir.
inscrevi-me na minha primeira prova de trilhos que será em outubro - 10k.

no ginásio deixei aulas de grupo, deixei maquinas, deixei tudo o que não gosto. vou lá correr. lamento mas se continuasse a fazer tudo o que fazia iria deixar porque não gosto. gosto de correr e pronto. não corro na rua sozinha, nem de noite (que é quando posso), então corro lá. sei que para muitos é desperdício de dinheiro mas assim pratico actividade física que de outro modo não gosto e não faria. agora gosto de lá ir. só correr. e gosto!

sexta-feira, 27 de junho de 2014

a capela no fim do mundo



das estantes da minha biblioteca tirei este livro. a capela no fim do mundo, da kirsten mckenzie é um livro fascinante baseado na história de homens italianos, que enquanto prisioneiros de guerra a construíram. de facto existe e está lá ainda hoje sendo visitada por milhares de turistas todos os anos. gostei muito. devolvi à prateleira para que outros conheçam a história de rosa e emilio. e é este o encanto da minha prateleira, dos meus livros. histórias que são lidas várias vezes e que dão prazer a muita gente. 

sexta-feira, 20 de junho de 2014

genética motivacional

(no ano passado quando corri a s. silvestre coimbra o meu pai disse que iria fazer comigo este ano)

- pai está na altura de começarmos a treinar para a s silvestre.
- hmm começamos no verão.
- o verão começou hoje às onze e qualquer coisa.
- hmm eu queria dizer no fim do verão.
- ...

já sabem de onde vem a minha motivação para o desporto? mas eu contrario...

quarta-feira, 18 de junho de 2014

terça-feira, 17 de junho de 2014

de ontem

só me apraz dizer que é por confiarmos em camelos que as coisas estão como estão.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

bamos lá cambada!



Heróica e lusitana gente vamos em frente mas combictamente...
Va lá cambada infantes desportistas, homens de conquistas
Povo que és o meu
Bola redonda e onze jogadores em frente
Sem temores que as tácticas dou eu
Tragam as gaitas, as bandeiras e a pomada
Vamos dar-lhes uma abada, ensinar-lhes o que é bom
Vamos mostrar a esses carafunchosos
Por momentos gloriosos
Quem é a nossa selecção
Bamos lá cambada, todos à molhada que isto é futebol total
Deixem-se de tretas, força nas canetas que o maior é PORTUGAL
Bamos lá cambada, todos à molhada que isto é futebol total
Deixem-se de tretas, força nas canetas que o maior é PORTUGAL
É atacar agora e defender para fora
Eles são toscos e nem dão para aquecer
Suar a camisola e até jogar sem bola
E disfarçar para o árbitro não ver
No intervalo, solteiros contra casados, fandangos, chulas e fados
Para aprenderem como é
Durante o jogo, qualquer caso lá surgido
Só pode ser resolvido à cabeçada e ao pontapé
Bamos lá cambada, todos à molhada que isto é futebol total
Deixem-se de tretas, força nas canetas que o maior é PORTUGAL
Bamos lá cambada, todos à molhada que isto é futebol total
Deixem-se de tretas, força nas canetas que o maior é PORTUGAL
Os portugueses já provaram muitas vezes
Saber ser uns bons fregueses das grandes ocasiões
Nesta jornada nem que seja à pantufada
Nós estaremos na bancada muito mais de dez milhões
Força Portugueses!
Viva Portugal, Portugal, Portugal...
Viva Portugal, Portugal, Portugal...
Bamos lá cambada, todos à molhada que isto é futebol total
Deixem-se de tretas, força nas canetas que o maior é PORTUGAL
Bamos lá cambada, todos à molhada que isto é efectibamente
Futebol total
Temos de ter coragem, muita força
Pensem nos vossos antepassados có nada
Muito orgulho, muita vivacidade
E vai... e um, dois, e um, dois...
E vai lá... e cruza... e é golo, e é GOLOOOOOOOOOO
Bamos lá cambada, todos à molhada que isto é futebol total
Deixem-se de tretas, força nas canetas que o maior é PORTUGAL

sexta-feira, 13 de junho de 2014

lágrima no canto do olho #6





mas com um sorriso na cara :) que letra linda!!!!

I'm, I'm so in love with you
Whatever you want to do
It's alright with me
'Cause you make me feel so brand new
And I want to spend my life with you
Ain't the same since, baby, since we've been together
Ooh, loving you forever
Is what I need
Let me be the one you come running to
I'll never be untrue

Ooh, baby, let's, let's stay together
Loving you wheather, wheather times are good or bad, and I'm happy or sad
Wheather times are good or bad, and I'm happy or sad

Why somebody, why people want break up?
Oh, turn around and make up
I just can't see
You'd never do that to me (Would you, baby?)
So being around you is all I see
Is what I want us to
Let's, we ought to stay together
Loving you wheather, wheather times are good or bad, and I'm happy or sad

Let's, let's stay together
Loving you wheather, wheather times are good or bad, happy or sad

just saying...


sto antónio quem avisa...
uma maldade eu sei, mas já ouvi que lhe roubam o menino, e o viram de pernas para o ar, ou para a parede, ou lhe destróiem as flores dos altares, pobre santo...
avistei esta imagem no google e não consigo parar de rir

quinta-feira, 12 de junho de 2014

em noite de sto antónio


sou devota do santo António. no responso de coisas perdidas nunca me falhou, nunca! tenho lhe pedido ajuda, de vez em quando, e só em caso de extrema necessidade e importância do perdido! nada de excesso nem quando desnecessário. mas no departamento de casamenteiro a coisa já não está a correr tão bem... no ano passado fui falar com ele e nada. esta noite volto a dar-lhe uma palavrinha para ver se me orienta. conheço casos que funcionou, e um bem próximo! e sei que tanta gente a ele recorre. vamos lá Santinho! um pedido e uma fartura! que a tradição assim manda!

quarta-feira, 11 de junho de 2014

a minha biblioteca é maior que a tua!


adoro ler. um vicio dos caros por estes dias! hoje foi o dia de voltar às leituras: fui à biblioteca municipal de Coimbra, e com um comprovativo de morada e €3,20 tenho milhares de livros à minha disposição! tenho em mãos ano ao contrário, um romance de Urbano Tavares Rodrigues. ide à vossa biblioteca municipal e leiam. faz bem à alma, e é quase de graça! 

sexta-feira, 6 de junho de 2014

fashion


old fashion, velha, fora de moda, chamem-me o que quiserem mas não suporto ver homens de boné. é coisa para me deixar verde. sim há homens bonitos que usam boné, mas ficavam muitíssimo melhor sem tal objecto na cabeça. que o usem na praia ainda vá. então quando vejo o dito de lado, conseguem ver um ar de enojado na minha pessoa. mexe com as minhas entranhas. é coisa que não consigo gostar. não é coisa de homem é de miúdo, puto. e puto com mau gosto. e fica o cabelo nojento pá!

impostos

06 de Junho é o dia em que começamos a ganhar dinheiro para nós. tudo o que ganhamos até agora é para o estado, 157 dias de trabalho mais ou menos 43%. acho demais. muito demais. temos uma carga fiscal alta e falta dinheirinho para o resto. 

quinta-feira, 5 de junho de 2014

#2


este desenho já não é novo, mas acho-o giríssimo! 
sorrio sempre que passo por ele! 
in coimbra

terça-feira, 3 de junho de 2014

junho


mês do inicio de verão
mês de praia
mês de aniversário do Pai
mês com feriado
mês de cortar o cabelo
mês de café ao por do sol antes de ir para casa
mês de gelado no parque
mês de trabalho
mês de corridas
mês de portugal
mês de mundial
mês de mudar as escovas dos dentes
mês bom

fashion


é ao ver coisas destas que tenho a certeza que nunca vou ser fashion... graças a Deus.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

#1


uma nova rubrica de quem adora fotografar paredes com coisas para contar.
tantos temos este desejo. 
que se concretize abril num país que já o celebra.
numa parede em coimbra, na minha cidade.

era mesmo só isto.... está tudo doido neste rectângulo perdido no mapa

sexta-feira, 16 de maio de 2014

ontem esteve uma noite fantástica. a cheirar o verão com o calor que estava. fui andar um pouco a pé com a desculpa que precisava de ir ao multibanco. andei cerca de uma hora e vinte e agradeci a Deus tudo o que estava a viver: a noite cinco estrelas, o ar quente, a cidade calma e tranquila, a segurança de poder andar à noite na rua sem preocupação, a saúde, o sentir-me tão bem com o passeio. foi tão bom. 

quinta-feira, 15 de maio de 2014

trintaetrês


na terça feira fiz anos. trinta e três. e isto tem-me andado a martelar na cabeça. não não sinto relógio biológico a tocar - não é isso, mas tenho a sensação que me faltou fazer mais na vida. qualquer coisa que já devia ter feito. sempre me senti muito bem e confortável a fazer anos, mas este ano tenho quase a sensação que me esqueci de qualquer coisa e não me lembro do quê. a sensação é  semelhante que devia ter feito qualquer coisa que não fiz. é estranho só. sinto-me feliz na minha vida, sem stress, bem resolvida, e depois isto. não estava a contar. fiz o maravilhoso bolo de chocolate com recheio de bolachas caramelizadas, a leonor não desilude nem deixa errar e a receita é só o melhor bolo de chocolate que eu comi na vida! não tirei fotografia porque me esqueci,  mas fica bem parecido com o da fotografia dela (caracteristica também de tirar o chapéu à leonor!!!) não é como outros chefs que uma pessoa faz a receita e sai tudo diferente... quem não conhece vá lá: flagrante delicia. uma maravilha! e pronto agora são 363 dias de trintaetrês. venham eles! e que sejamos felizes - afinal é esse o nosso objectivo nesta vida :)

quarta-feira, 7 de maio de 2014

maio



um pouco atrasado mas uma boa causa! estive de férias e voltei hoje :)


  • mês de férias - já foram: Londres é lindo e merece um post
  • mês de aniversário: meu, de família e de amigos
  • mês de maria e de rezar o terço
  • mês de ir a fátima
  • mês com desejo de praia - ficou mesmo pelo desejo...
  • mês de trabalho
  • mês dos primeiros dias a ler no jardim - não consegui com tanto frio! e chuva!
  • mês de calor - ficou pelo desejo...
  • mês de corridas - mês de preguiça e pouca corrida
  • mês bom - mês bom mesmo!

segunda-feira, 28 de abril de 2014

#somostodosmacacos

contra o racismo, discriminação racial, xenofobia e todas as formas de intolerância! 

sexta-feira, 25 de abril de 2014

40 anos


uma imagem

"Estávamos todos otimistas"

uma reportagem


uma música

um desejo: que se concretize. paz pão habitação saúde educação.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

yeah o benfica ganhou. upi. sim fiquei feliz. mas era preciso o jantar dos deputados com o presidente? really?

terça-feira, 15 de abril de 2014

fora de época



hoje liguei para uma senhora e tinha uma daquelas musiquinhas enquanto chama. 
era esta. e soube tão bem ouvir fora de época que fui ouvir toda. 
surpreendeu

sexta-feira, 11 de abril de 2014

revisão da semana

sexta feira passada foi um dia cheio. durante o dia fui à conferência a nobel day @ chuc (que adorei! um privilégio ouvir aqueles senhores!) e ao fim do dia ao tagv ouvir os arlequim e os deolinda a favor da liga portuguesa contra o cancro. uma boa causa um bom concerto em boa companhia!

se há coisas da primavera e verão das quais não tinha saudades, as melgas estão em número um da lista. por aqui já chegaram e tenho duas picadas nas pernas para começar a época. malvadas.

se há coisa que gosto com o regresso da primavera é a roupa colorida e leve.

e os tribalistas voltaram com tudo para as nossas rádios! e disso eu gosto! já tinha saudades. 

nunca daria para ser poliamorosa. lamento mas para mim é muita gente, muita confusão, muito. só muito. sim respeito.

fiz uma conferência na segunda feira. não falava em público há uns dez anos. depois de passar o frio na barriga, expulsar as borboletas do estômago, tremer que nem uma madalena,  acho que correr mesmo bem. surpreendentemente bem, e gostei.

uma semana sem ginásio. ando a fazer fisioterapia e não me deixa tempo. 

uma semana cheia de trabalho. o qual agradeço muito a Deus. 

isto com fotos terá mais piada :)

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Tónico facial para pele mista a oleosa






nesta coisa de ser gaja tenho aprendido umas coisas. esta semana decidi comprar um tónico aconselhada pela minha esteticista (que me disse para procurar uma boa marca numa farmácia, com aconselhamento de profissional). ui pensei eu, está bem... a minha dúvida seria: nivea ou ou garnier comprados no sítio do costume. mas atendendo a que estou numa verdadeira formação como gaja resolvi pesquisar sobre o assunto. conclusão devo comprar um sem álcool e adstrigente (nunca na vida tinha ouvido esta palavra, quanto mais procurar significado e aplicá-lo num objecto do meu dia a dia - sempre a aprender).
              • sem álcool - o álcool resseca e agride a pele;
              • adstrigente - diminui a secreção sebáceo (oleosidade) e contrai os poros.
agora muito mais esclarecida vou à farmácia (ui). na minha pesquisa este da imagem parece ser assim tudo de bom... mas vou ver o aconselhamento profissional e depois conto-vos o que comprei. e se funcionou. 

quinta-feira, 3 de abril de 2014

hand lotion



olhem só que bem focado ficou o meu teclado... bem eu uso e abuso de cremes de mãos! então para mim é daquelas prendas úteis que amo receber! no natal uma amiga deu-me este e só hoje me lembrei de vos contar. antes de mais é da rituals uma marca de quem só conhecia os maravilhosos ambientadores de pauzinhos, que tenho em casa e no trabalho. de resto nunca me aventurei a experimentar. até agora. este creme é de sweet orange & japonese mint. e deixa um perfume maravilhoso e que fica na pele por um bom par de horas. é rapidamente absorvido e não deixa aquela sensação de pele gordurosa. pontos negativos: é caro e, como tudo da marca, a venda é exclusiva nas lojas da marca ou na loja on-line. mas cheira tão bem...

quarta-feira, 2 de abril de 2014

abril


em abril águas mil - check


mês da páscoa
mês de doces
mês de liberdade
mês de aniversários de amigos e família
mês com dois feriados
mês com chuva
mês com desejo de praia
mês de trabalho
mês sem férias
mês de corridas
mês dos primeiros chás na esplanadas ao fim da tarde
mês de conferências
mês de livros
mês de limpeza de pele
mês de mudar as roupas de inverno para verão

segunda-feira, 31 de março de 2014

detalhe


sinto-me uma mulher crescida! 
comprei os meus primeiros brincos de ouro com uma pérola pequena. daqueles que tenho a certeza que vou usar muito e que ficam bem em todas as ocasiões. também vão ajudar porque de vez em quando os meus furos querem fechar e de ouro não me faz alergia e posso usar dias seguidos até eles decidirem manter-se abertos. são pequenos e discretos. mas fazem-me sentir bem. adoro pérolas, a minha mãe tem brincos e colares e eu acho lindo! mas nunca tinha comprado para mim mas já acho que não vão ser peças únicas. são intemporais e lindos (já tinha dito?)!
são detalhes que todas as mulheres gostam e eu não sou diferente. 

sexta-feira, 28 de março de 2014

do tempo que não a chuva


quando me perguntam o que quero no natal ou nos anos (sempre é quando é mais comum trocarmos prendas) eu só peço uma coisa: tempo. quem me conhece bem responde com um sorriso e uma pergunta: quando? quem não me conhece não entende ou não acredita que é tudo o que quero. mas eu acredito mesmo que não são os bens materiais os melhores presentes que podemos dar uns aos outros, o melhor de tudo é tempo. tempo para um jantar, tempo para um café, tempo para uma conversa boa, companhia num cinema, companhia num passeio, tempo. e é tudo o que tantas vezes não temos daí ser uma prenda tão preciosa. fazer de alguém nossa prioridade num determinado momento é para mim dos melhores presentes que podemos dar. 

terça-feira, 25 de março de 2014

em modo repeat


amo e não me canso de ouvir. 
qualquer semelhança com o anúncio do corte inglês não é pura coincidência.

segunda-feira, 24 de março de 2014

será cedo?



no ano passado fiz uma semana de praia no inicio de junho. na verdade fiz um dia de praia e os restantes fiz sombra protegida por um belo guarda sol. desenvolvi uma alergia ao sol que me deixou cheia de bolhas do pescoço aos pés. minha nossa era comichão a noite toda! só estava bem de baixo de água. até o tocar da roupa era doloroso. foi um horror. chegada de volta a casa falei com a minha dermatologista que me aconselhou a preparar a pele para a praia este ano para que não aconteça o mesmo. iniciando a toma de comprimidos atempadamente e depois iniciar praia com períodos de exposição solar pequenos. com o calor da semana passada lembrei-me de começar a fazer afinal vou fazer por um mês! no ano passado ainda tomei este suplemento da bioderma, mas como foi depois da praia já não fui a tempo. este ano acho que vou voltar a fazer o mesmo. alguém faz? que produtos? será cedo?

sexta-feira, 21 de março de 2014

primavera


e chegou a primavera! o tempo está a voar... já se começam a ver flores por aí, as magnólias da cidade já estão bonitas. o tempo melhorou e mostrou que as pessoas com calor têm sorriso mais fácil! apesar de hoje estar um frio, que voltei a pegar nas meias e camisolas... e estava na altura de uma imagem nova!

segunda-feira, 17 de março de 2014

oh pá!


viram? achei uma belíssima resposta à pergunta como vai ser ser mãe de um menino com síndrome down. e claro comovi-me. vejam :)

domingo, 16 de março de 2014

new in




deixei chegar a minha sapateira à miséria. preciso com urgência de comprar sapatos! ontem vi e comprei estas lindinhas. perfeitas para os dias quentes que já vão aparecendo mas ainda condizentes com roupa mais quentinha. preço amigo e hoje vamos passear. da parfois.

quinta-feira, 13 de março de 2014

terça-feira, 11 de março de 2014

10 coisas que me fazem feliz

1. conversar. conversa boa, daquela que parece não ter fim. daquela que salta assuntos e ninguém dá conta. essa. que nem se sente o tempo passar.
2. andar na rua. seja para tomar café seja para ir ao multibanco. mas ir, e a pé.
3. olhar. ver pessoas, ver casas, ver animais, ver as árvores, ver sorrisos, ver mãos dadas, ver crianças, ver idosos, ver sorrisos, ver flores, só ver. dispenso barulho.
4. correr no ginásio. concentrada no que estou a fazer sem conversa só superação.
5. amigos. fazem-me feliz e pronto. tenho poucos mas são dos bons. daqueles mesmo bons. e tenho pena quando a vida leva um para longe. sofro e sinto saudades.
6. comer. não consigo dizer se gosto mais de coisas salgadas se doces, se sopas se sobremesas, se carne de peixe. gosto de tudo. fazer, com tempo e carinho, por uma mesa bonita, e comer. sozinha ou acompanhada.
7. gatos. gosto deles, de fazer festas, de fotografar, de ver vídeos, de ver imagens bonitas. fazem-me sempre sorrir.
8. abraçar. gosto de sentir a pessoa e cumprimentar com uma abraço. diz que com mais de vinte segundos é terapêutico, e eu acredito nisso.
9. trabalhar. sou apaixonada pelo que faço. quero fazer muito mais e muito melhor. quero me esforçar mais e mais. 
10. pensar. às vezes penso de mais. mas faz-me feliz. leva-me a cabeça para longe. seria mais fácil pensar menos tantas vezes, mas não era a mesma coisa.